Cadeiras (clique no número para ver a cadeira correspondente):
01 | 02 | 03 | 04 | 05 | 06 | 07 | 08 | 09 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40
Cadeira nº 14 - Oswaldo Melantonio. PDF Imprimir E-mail

TITULAR


OSWALDO MELANTONIO

Cadeira 14
Titular

Nasceu em São Paulo, SP, em 27/09/1925.
Lecionou e dirigiu escolas primárias, secundárias e superiores.
Exerceu simultaneamente atividades de jornalista, escritor, radialista e produtor de TV. Possui formação em História, Direito e Filosofia.
Lecionou principalmente História das Américas no Brasil e em outros países da América Latina; no Brasil, lecionou a disciplina para professores de História de vários Estados, a pedido do Ministério da Educação.
Precursor no Brasil do ensino e da publicação de obras sobre Oratória Formal e Informal. Fundou o Instituto Melantonio, que teve por alunos conhecidíssimos expoentes nacionais da liderança política, religiosa, sindical, associativa e empresarial. Mais de trezentos mil brasileiros presenciaram suas lições ao vivo.

Homenagens e distinções:
Recebeu dezenas de homenagens e comendas de instituições consagradas do Brasil e de países estrangeiros, inclusive uma das mãos do Presidente da Itália, Giovanni Gronchi (1960).
Título de "Cidadão Emérito" de São Paulo, outorgado pela Câmara Municipal de São Paulo (1984).
Placa de prata, outorgado pela Ordem dos Advogados do Brasil (1998).
Eleito paraninfo ou patrono, dezenas de vezes, de turmas de escolas secundárias, técnico-profissionais e superiores.
Em sua homenagem, há em nosso país várias salas, cursos, escolas e bibliotecas a que foi dado seu nome.
Publicou dezenas de livros, dos quais se pode destacar:
Poemas das Alterosas, São João Del Rei, Edição Diário do Comércio, 1943.
Da necessidade do General Rui Barbosa, São Paulo, Ed. Soma,1981.
Politicologia e os socialismos, São Paulo, Ed. Voz e Vez, 1986.
Humorismo - Inteligência e cultura na comunicação oral, São Paulo, R.G.Editores, 2001.
O tempo e o vidro (por intermédio da vida de Abguar Bastos, relembra o Brasil político, literário e revolucionário de 1900 a 1994).

PATRONO


ANTONIO PICCAROLO

Em breve vamos publicar o perfil aqui.











ANTECESSOR


Antecessor













FUNDADOR


OSWALDO MELANTONIO

Em breve vamos publicar o perfil aqui.














Adicione esta página