Cadeiras (clique no número para ver a cadeira correspondente):
01 | 02 | 03 | 04 | 05 | 06 | 07 | 08 | 09 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40
Cadeira nº 22 - Amélia Americano Domingues de Castro. PDF Imprimir E-mail

TITULAR


AMÉLIA AMERICANO DOMINGUES DE CASTRO

Cadeira 22
Titular

Amélia Americano Franco Domingues de Castro nasceu no Rio de Janeiro, em 27/12/1920. Tomou posse na Academia Paulista de Educação no dia 19 de outubro de 1984, e foi saudada por Corina de Castilho Marcondes Cabral. Formou-se professora primária pelo Instituto de Educação "Caetano de Campos. Em 1941, formou-se Bacharel e licenciada em Geografia e História pela FFCL da USP. Em 1942, foi contratada assistente substituta da Cadeira de Didática Geral e Especial da FFCL da USP. Em 1953, formou-se Bacharel e licenciada em Filosofia pela mesma Faculdade. Obteve o título de Doutor em Educação pela FFCL da USP, com a tese "Princípios do Método no Ensino da História". Em 1963, obteve a livre-docência na FFCL da USP, com a tese "Bases para uma Didática do Estudo". Dirigiu o Serviço de Orientação Pedagógica do Colégio de Aplicação da USP. De 1967 a 1974, foi conselheira do Conselho Estadual de Educação. De 1994 a 2000, foi conselheira do Conselho Municipal de Educação.

Principais trabalhos publicados:

•    Bases para uma Didática do Estudo
•    Didática para a Escola de 1.o e 2.o graus
•    Piaget e a Didática - Ensaios, São Paulo, Saraiva, 1974
•    "A trajetória histórica da Didática", Série Idéias n. 11, São Paulo, FDE, 1991
•    "Orientações Didáticas na Lei de Diretrizes e Bases", in Educação Básica, São Paulo, Pioneira, 2004

É o único caso de docente a receber o título de "Professor Emérito" pelas três Universidades estaduais paulistas: USP, UNESP e UNICAMP.


PATRONO


PADRE MANOEL DA NÓBREGA

Cadeira 22
Patrono

Nasceu em Braga, Portugal, em 17/10/1517.
Estudou em Salamanca e na Universidade de Coimbra. Em 1554, entrou para a Companhia de Jesus. Em 1549, foi nomeado, por D. João III, chefe da missão religiosa enviada ao Brasil. Em 1551, fundou, na Bahia, a Casa de Água dos Meninos, para educar jovens índios. Em 1552, fundou, em São Vicente, a Confraria do Menino Jesus, colégio para meninos externos. Em 1553, o Papa nomeou-o Provincial no Brasil. Em 1565, participou da fundação da cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro. Em 1567, tornou-se Reitor do Colégio do Rio de Janeiro.
Faleceu em 15/10/1570.

Principais trabalhos publicados:

•    Diálogo sobre a conversão do gentio, 1556. In Serafim Leite, Carta dos primeiros jesuítas no Brasil. São Paulo, Comissão do IV Centenário, 1954.
•    Apontamentos das coisas do Brasil, 1558.
•    Informações das terras do Brasil.
•    Carta da Bahia, 1558, in op. cit.


ANTECESSOR


REYNALDO KUNTZ BUSCH

Cadeira 22
Antecessor

Foi fundador da cadeira 22 da Academia Paulista de Educação. Médico, professor e historiador  da cidade de Limeira, Reynaldo Kuntz Busch nasceu em 17 de novembro de 1898 e morreu em 30 de outubro de 1974. Membro da Associação Paulista de Medicina de  Limeira. Participou da fundação da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte, em 18 de novembro de 1962, juntamente com Mario Carvalho Pini e Waldemar Areno. Foi diretor do Departamento Médico do Serviço Civil do Estado e professor do Instituto de Educação Estadual Caetano de Campos bem como  do Instituto de Educação Estadual Padre Anchieta.
Reynaldo dedicou-se em seus últimos anos de vida ao estudo das pesquisas históricas sobre o município de Limeira e  a colonização alemã. Publicou, entre outros trabalhos e estudos, “O Ensino Normal em São Paulo” (1967).

FUNDADOR


REYNALDO KUNTZ BUSCH

Em breve vamos publicar o perfil aqui.















Adicione esta página